top of page
IMG_6587_edited_edited.jpg
IMG_3575_edited.jpg

René Agostinho nasceu em 1962, em São Paulo, Brasil, sua arte floresceu na infância e sua preparação técnica e teórica ocorreu na adolescência.

A arte de René, além de diversas influências que incluem a cultura pop de quadrinhos, a arte clássica e alguns “gurus” modernos e contemporâneos (como ele os chama). Ele também foi muito influenciado por dois fatores, o primeiro, o impacto do período de governo militar no Brasil, que ocupou toda a sua adolescência, com momentos de turbulência social e censura,  e em segundo, sua carreira como executivo no mercado editorial de revistas e livros, que tomou grande parte de sua vida adulta, mas que trouxe um pragmatismo acentuado à sua poética, além de agregar uma força dura à sua obra.

O artista iniciou sua carreira profissional em 2020, aos 58 anos, depois de mais de 30 anos como executivo. Desde então participou de diversas exposições coletivas no Brasil e no exterior, com destaque para a XIV Bienal de Florença em 2023, XIV Feira Internacional de Arte de Veneza 2022. No Brasil os destaques incluem o Coletiva no Circuito Oficial de Exposições em Comemoração aos 200 anos da Independência do Brasil na Casa de Portugal em São Paulo e a Coletiva da ALA (academia de arte latino-americana) na Pinacoteca de Santos, ambos em 2022.

Resumidamente, a vida artística de René divide-se em três períodos distintos, primeiro o da formação de um artista que não conseguiu cumprir o seu percurso natural, o segundo o do executivo que sublimou o jovem artista, mas que contribuiu enormemente para a construção da sua poética e fundamentar sua pesquisa e, por fim, o momento atual, o do artista maduro, com uma proposta clara de pesquisa e estilo marcante.

bottom of page